Uma micronarrativa (ou história-para-ler-em-três-segundos) de Fernando Venâncio

Sorte

Ele corria, desde pequeno, atrás da sorte. E a sorte, sabe-se, corre atrás dos meninos-prodígio. Nunca se encontraram.



Comentários

3 Responses to “Uma micronarrativa (ou história-para-ler-em-três-segundos) de Fernando Venâncio”

  1. oespectador on Agosto 25th, 2008 10:10

    Desculpe, podia respetir?

  2. venancio on Agosto 25th, 2008 16:32

    Ó Espetador (na nova grafia)!

    Fiquei horas esperando ouvi-lo exclamar: «Ah! Agora percebi!».

    Desisti, está visto.

  3. poispois on Agosto 26th, 2008 10:52

    ah, percebi! é auto-biográfico OK, chico, bota mais desses que tás aqui tás na Leya

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges