GOLBB, um balanço

Se a primeira GOLBB já tinha corrido muito bem, a segunda foi ainda melhor. Desta vez, os livros pousados na pérgula duraram cerca de meia hora, em vez de dez minutos, e não houve os abusos do ano passado (algumas pessoas com sacos cheios e outras de mãos a abanar). De uma forma geral, creio que se cumpriu a regra de cada pessoa levar 5/6 livros. A escolha fez-se sem confusões nem atropelos, antes com alegria e civismo. O que me deixa particularmente feliz. Houve muitos leitores a agradecerem-me no fim, mas eu é que agradeço às muitas dezenas de pessoas o interesse e disponibilidade para receberem livros que já não cabem na minha biblioteca mas de que gosto muito (li boa parte deles e há uma certa melancolia nisto de os ver partir).
Durante uma hora e meia, no sábado, o miradouro do Monte Agudo foi um lugar de partilha entre pessoas que amam os livros (além dos livros que ofereci, muitos outros volumes foram trazidos e trocados pelos participantes). Ter contribuído para um encontro desta natureza, diante de uma vista belíssima da cidade de Lisboa, deixa-me muito satisfeito e com uma pontinha de orgulho. Se um dia criei este blogue, não foi só para partilhar notícias e opiniões sobre a vida literária, sobre escritores e suas obras, foi também para integrar uma comunidade de leitores que se cruza nos labirintos da internet. Que uma parte dessa comunidade se tenha materializado no miradouro é a prova de que o esforço exigido para a manutenção deste espaço continua a valer a pena.
Queria ainda agradecer aos amigos (Ricardo e Paulo) que me ajudaram no transporte da livralhada, entre um terceiro andar sem elevador e o porta-bagabens do meu Skoda Fabia, ao Alexandre Esgaio (pelo cartaz) e aos amigos do café do miradouro, que não se importaram de assistir à matutina invasão da sua maravilhosa esplanada.
A quem não pôde vir, resta um consolo: para o ano, talvez mais cedo (início de Setembro), cá estarei para a terceira edição.



Comentários

4 Responses to “GOLBB, um balanço”

  1. André on Setembro 26th, 2011 11:32

    com muita pena minha, deixei escapar, pela segunda vez, a GOLBB (nome maçónico este…), mas não quero perder a oportunidade de agradecer ao Zé Mário a generosidade com que vai partilhando livros, seja pelas ofertas no Monte Agudo, seja pelas opiniões e dicas que vai deixando neste espaço e nas várias publicações com que colabora.
    André

  2. Pedro Martins on Setembro 26th, 2011 13:52

    É com muito agrado que vejo anunciada a GOLBB 3. Não pude estar presente na primeira, mas foi com muito gosto que estive nesta. Como por milagre (estava esquecido num montinho) trouxe o livro que me tinha proposto trazer (“pássaros na boca” que entretanto já terminei – superou as expectativas). Não querendo beliscar esta louvável iniciativa e a satisfação que o JMS tem em nos oferecer livros, penso que algumas pessoas foram uns verdadeiros colectores (comentário Sandra). Era bom que para o ano algumas pessoas pudessem levar mais livros para trocar, eu inclusive, que só levei dois. Espero também, que no próximo ano as pessoas fiquem mais tempo e possam conviver à volta dos livros. Um grande bem haja.

  3. hmbf on Setembro 26th, 2011 20:13

    Não fui à primeira nem à segunda, mas deixo o meu abraço de parabéns. Excelente iniciativa.

  4. Conceição on Setembro 26th, 2011 21:58

    José Mário, não obstante ter tido a oportunidade de lho dizer pessoalmente, reitero aqui o meu agradecimento pela maravilhosa manhã de Sábado. É de facto uma pessoa tão generosa quanto simpática.Muito obrigada e até para o ano. Entretanto, o encontro diário é aqui no Bibliotecário :-)))

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges