Torres de papel (1)

As pilhas de livros começam a erguer-se, preparando-se para o dia em que abandonarão a casa.


Clique para aumentar

Eis alguns dos títulos incluídos nesta leva:

O Anjo Literário, de Eduardo Halfon (Cavalo de Ferro)
Um Homem Muito Procurado, de John Le Carré (Dom Quixote)
O Gato e o Rato, de Günter Grass (Casa das Letras)
Cosmos, de Carl Sagan (Gradiva)
Slam, de Nick Hornby (Teorema)
Os Ficheiros Spellman, de Lisa Lutz (Presença)
A Aventura do Cabeleireiro de Senhoras, de Eduardo Mendoza (Editorial Notícias)
Rio das Flores, de Miguel Sousa Tavares (Oficina do Livro)
O Cairo Novo, de Naguib Mahfouz (Civilização)
Contra as Pátrias, de Fernando Savater (Fim de Século)
O Nosso Futuro Pós-Humano, de Francis Fukuyama (Quetzal)
Jesus de Nazaré, de Paul Verhoeven (Guerra e Paz)
Os Filhos de Estaline, de Owen Matthews (Dom Quixote)
O Fim do Alfabeto, de C.S. Richardson (Presença)
República das Mulheres, de Maria João Seixas (Bertrand)
Luka e o Fogo da Vida, de Salman Rushdie (Dom Quixote)
Pássaros na Boca, de Samanta Schweblin (Cavalo de Ferro)
Conta-me Histórias – Xutos & Pontapés, de Ana Cristina Ferrão (Assírio & Alvim)
Provérbios Portugueses, de Fernando Pessoa (Ática)
O Factor Humano, de Graham Greene (Casa das Letras)
Um Homem Sem Pátria, de Kurt Vonnegut (Tinta da China)
O Big Sur e as Laranjas de Jerónimo Bosch, de Henry Miller (Presença)



Comentários

8 Responses to “Torres de papel (1)”

  1. Pedro Martins on Setembro 10th, 2011 15:47

    Já escolhi… um
    Não vale açambarcar!!!

  2. Sandra Albuquerque on Setembro 11th, 2011 2:57

    Escolhi O Novo Cairo, de Naguib Mafuz. Mas sei que um outro leitor sortudo vai ficar com ele. Creio que não vou poder atravessar o Atlântico para pegar o livro.

    De longe apoio sua iniciativa e desejo sucesso na empreitada.

  3. isabel ribeiro on Setembro 11th, 2011 9:29

    Ando desligada destes mundos por ter mergulhado completamente noutros. O projeto em que me envolvi, sufoca-me… saudades destas visitas regulares.

    Tal como outros, não poderei galgar milhas(ir de Díli a Lx) para tentar apanhar um título e reviver a 1ª distribuição de agosto de 2010, a não ser que fique para dezembro..
    saudades.
    bjo

  4. csd on Setembro 12th, 2011 11:12

    Paul Verhoeven, o realizador?

    Já agora sabes se existe algum romance que tenha servido de base ao filme “O Livro Negro”? Já tentei pesquisar mas não encontrei resposta…

  5. José Mário Silva on Setembro 12th, 2011 12:04

    Sim, Paul Verhoeven, o realizador. Ao que parece, é um erudito no que diz respeito ao Novo Testamento. Do que li sobre esta obra, a abordagem é polémica mas muito interessante.

  6. csd on Setembro 12th, 2011 12:56

    então, quero. Mais o Greene e o Henry Miller. Se for possível.

  7. José Mário Silva on Setembro 12th, 2011 14:12

    csd,

    Quanto a “O Livro Negro”; é um argumento original, escrito e reescrito por Verhoeven e Gerard Soeteman ao longo de mais de 15 anos.

  8. José Mário Silva on Setembro 12th, 2011 14:38

    Cláudia,

    Possível é, claro. Mas não posso “reservar” os livros. Terás que aparecer às 11h00 e procurar depressa. :)

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges