Torres de papel (5)

A Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de Babel é já no sábado de manhã. As torres de papel são sete. E ainda vão crescer em altura.


Clique para aumentar

Eis mais alguns títulos a juntar à lista:

O Regicídio, de Maria Alice Samara e Rui Tavares (Tinta da China)
Então Chegámos ao Fim, de Joshua Ferris (Casa das Letras)
O Olho de Vidro, de Camilo Castelo Branco (Esfera do Caos)
Deste Lado da Luz, de Colum McCann (Civilização)
Portugal Medievo – vol. II, de António Borges Coelho (Caminho)
Perdido de Volta, de Miguel Gullander (Dom Quixote)
Foi Assim que Aconteceu, de Teresa Font (Presença)
O Livro dos Snobs, de W. H. Thackeray (Guerra & Paz)
Um Escritor Confessa-se, de Aquilino Ribeiro (Bertrand)
O Abominável Mundo Louco dos Jovens Cibernautas, de Renato Montalvo e Conceição Monteiro (Gradiva)
Final de Romance na Patagónia, de Mempo Giardinelli (Quetzal)
Beatles, de Lars Saabye Christensen (Cavalo de Ferro)
Mozart na Selva, de Blair Tindall (Guerra & Paz)
O verdadeiro ator, de Jacinto Lucas Pires (Cotovia)
Vir ao Mundo, de Margaret Mazzantini (Bertrand)
Marina, de Carlos Ruiz Zafón (Planeta)
O Rastro do Jaguar, de Murilo Carvalho (LeYa)
Diário de Paris, de Marcello Duarte Mathias (Oceanos)
Misterioso, de Arne Dahl (Presença)
O Estado Mais Quente, de Ethan Hawke (Difel)
Vejo uma Voz, de Oliver Sacks (Relógio d’Água)
A Casa do Sono, de Jonathan Coe (ASA)
No Buraco, de Tony Belloto (Quetzal)
A Noiva Indiana, de Karin Fossum (Oceanos)
Uma Palavra Tua, de Elvira Lindo (Presença)
O Alquimista, de Paulo Coelho (Pergaminho)
Atravessando o Deserto, de Mário Ventura (Editorial Notícias)
Mercado de Ilusões, de Felipe Benítez Reyes (Sextante)
Tens Visto o Antão, de António Manuel Couto Viana (Quetzal)
Passageiros da Neblina, de Montserrat Rico Góngora (Planeta)
A Casa dos Sete Pecados, de Mari Pau Domínguez (Presença)
O quase fim do mundo, de Pepetela (Dom Quixote)
História de Portugal – vol. 6, de José Mattoso (Estampa)
A Vida e as Opiniões do Cão Maf e da sua Amiga Marilyn Monroe, de Andrew O’Hagan (Bertrand)
Cavalheiros da Estrada, de Michael Chabon (Casa das Letras)
Buridan, de José-Augusto França (Quetzal)
A Contadora de Filmes, de Hernan Rivera Letelier (Presença)
O Livro dos Saberes, org. de Constantin von Barloewen (Edições 70)
A Empresa das Índias, de Erik Orsenna (Teorema)
O Meu Nome é Jamaica, de José Manuel Fajardo (Quetzal)
A Terceira Mãe, de Julieta Monginho (Campo das Letras)
O Seu Lado Clandestino, de Peter Carey (Dom Quixote)
Niketche, de Paulina Chiziane (Caminho)
João Sem Terra, de José Augusto França (Presença)
O Homem de Plasticina, de Manuel Manzano (Ulisseia)
A Magia dos Números, de Yoko Ogawa (Quetzal)
O Corpo Não Mente, de Joe Navarro (Estrela Polar)
A Talentosa Flavia de Luce, de Alan Bradley (Planeta)
1910 – uma antologia literária (Dom Quixote)
O Fim de um Mundo, Loretta Napoleoni (Presença)



Comentários

One Response to “Torres de papel (5)”

  1. Gabrielle on Setembro 22nd, 2011 16:10

    Acho a iniciativa de louvar, mas tenho muita muita inveja de não poder lá estar. Gondomar ainda fica a uns bons Km de distância. E aqui o major só da electrodomésticos, ao que consta, não livros :)
    Adoro vários títulos que aqui tem!
    Parabéns aos Felizardos.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges