Do prazer da releitura

Quinze autores anglo-saxónicos (entre os quais John Banville, John Gray, Hilary Mantel, Geoff Dyer, Philip Hensher) falam dos livros que mais releram, ou relêem, e porquê.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges