Ponto final

Numa das muitas páginas que o site do The New York Times dedica ao desaparecimento de John Updike, encontrei este poema em que o autor da tetralogia Rabbit antecipa as reacções à sua morte:

REQUIEM

It came to me the other day:
Were I to die, no one would say,
“Oh, what a shame! So young, so full
Of promise — depths unplumbable!”

Instead, a shrug and tearless eyes
Will greet my overdue demise;
The wide response will be, I know,
“I thought he died a while ago.”

For life’s a shabby subterfuge,
And death is real, and dark, and huge.
The shock of it will register
Nowhere but where it will occur.

O poema foi retirado de um livro a editar em breve. Título: Endpoint and Other Poems.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges