Nem tudo na Madeira é um buraco

Para lá e para além do insultuoso Alberto João Jardim (que afunda a ilha e puxa o país inteiro para o abismo), enquanto houver livros há Esperança.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges