Maravilhas da paternidade

Ao almoço, a Alice perguntou-me até que idade podem viver os seres humanos. «Depende», respondi, «a maior parte das pessoas vivem até aos 80 anos, em média, mas há pessoas que vivem para lá dos cem». Ela não pareceu satisfeita. Queria saber até que idade exacta chegam as pessoas que vivem mais. Respondi que há muitos casos de pessoas que alcançam os 114, 115, 116 anos, mas só uma senhora francesa é que ultrapassou os 120. «Morreu com 122.» A Alice fez silêncio durante uns segundos. Julguei que a curiosidade estava saciada e passaríamos a outro assunto. Então disse: «Eu queria mesmo é que tu vivesses até aos 150 anos. Pelo menos. Mas podia ser mais.»



Comentários

One Response to “Maravilhas da paternidade”

  1. CSD on Outubro 4th, 2012 9:50

    Que linda!

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges