Maravilhas da paternidade

Pedro: Hoje inventei um novo sinal de pontuação.
Eu: Ah, sim? Qual?
Pedro: O ponto final açucarado.
Eu: Explica lá.
Pedro: É um ponto final com um coração desenhado à volta.
Eu: E serve para quê?
Pedro: Serve para fechar as frases que sejam doces ou de amor.



Comentários

2 Responses to “Maravilhas da paternidade”

  1. AP on Janeiro 14th, 2014 23:48

    Já tinha saudades !

  2. Daniela Vieira on Janeiro 24th, 2014 19:10

    Mas essas Maravilhas da Paternidade são puro amor!
    Adoro!

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges