Residências literárias

Do Clube Português de Artes e Ideias (CPAI) recebi esta notícia:

«O escritor João Tordo começa já em Junho, em Montreal, a residência de criação literária para que foi escolhido, no âmbito do protocolo entre o Clube Português de Artes e Ideias e o Conseil des arts et des lettres du Québec, organismo tutelado pelo Ministério da Cultura desta província canadiana. João Tordo vai aproveitar a sua estadia no Québec para completar o seu próximo romance que se desenrola em vários lugares, nomeadamente em Montreal.
Por outro lado, Tiago Patrício, prémio revelação do concurso “Agustina Bessa-Luís”, e por várias vezes publicado pelo CPAI, partirá, também em Junho, em residência para a Letónia, no âmbito do programa M4m, da associação europeia Pépinieres Européenes pour Jeunes Artistes, que o CPAI representa em Portugal.»



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges