Diogo Madre Deus sobre David Machado

Quando lhe pedi cinco escolhas literárias, para uma secção do suplemento Actual (do Expresso), o editor da Cavalo de Ferro destacou e elogiou o segundo romance de David Machado: Deixem Falar as Pedras (Dom Quixote).

PS – Já agora, a pedido de um leitor, deixo aqui as restantes quatro escolhas:

Ulisses e a Odisseia – A Mente Colorida, de Pietro Citati (Cotovia)
Accabadora, de Michela Murgia (Einaudi)
Niassa, de Francisco Camacho (ASA)
Racconti per Una Sera al Teatro, de Luigi Pirandello (Sellerio)

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges